Weby shortcut
4884

Negros no Brasil têm mais chance de morrer que um branco

Atualizado em 02/06/15 10:55.

As chances são 2,6 maiores

Por Wygner Inácio

Negros

reprodução : DomTotal

Segundo um dos últimos levantamentos apresentado pelo IJV -  Índice de vulnerabilidade juvenil à violência e desigualdade, no Brasil os jovens negros tem 2,6 % a mais de morrer do que um branco. Os dados dessa pesquisa apresentam que grande parte desse número é devido à questão da desigualdade social. Com isso, as chances aumente tanto.

 

Apesar de a média se referir a último dado consolidado que é o ano de 2012, a pesquisa mostra que houve um pequeno aumento de 5 anos para cá, pois em 2007 o risco era de 2,3. Este ranking nacional é assustador, e ainda fica maior quando ramificamos e analisamos os estados que estão no top de barbárie.

 

No ranking, o estado que há mais mortes e o da Paraíba, onde um jovem negro ou pardo tem 13,4 chance a mais de ser vítima de assassinato do que um branco. Outros estados do nordeste com situação bem alarmante são Pernambuco com 11,57 e Alagoas 8,75. Única cidade brasileira em que o índice de morte de um branco é maior que negro é o Paraná.

 

Para Fernanda Papa, coordenadora do Plano Nacional da Juventude, o jovem negro é mais exposto, por isso são necessárias mais política públicas para esse grupo. Ela afirma que os direitos fundamentais para o jovem negro devem ser garantidos com urgência, pois trata-se de um passivo de séculos, quando os negros eram impedidos de frequentar uma universidade

 

A Secretaria da Juventude Nacional elaborou um projeto que abrange cerca de 142 municípios prioritários. Em 100 deles já houve adesão ao plano, e em outros 42 as ações estão sendo lançadas envolvendo a inclusão social. Fernanda reconhece que a existência de alguns abusos partem de agentes de segurança e afirma : “ Precisa haver inclusão do tema do racismo na formação dos profissionais de segurança pública

Listar Todas Voltar