Weby shortcut 1a5a9004da81162f034eff2fc7a06c396dfddb022021fd13958735cc25a4882f
4884

Pouca procura por vacina preocupa profissionais da saúde

Atualizado em 26/05/15 09:00.

Vacina contra a Influenza continuará disponível nos CAIS da capital até o dia três de junho

Por: Luiz Fernando Carvalho

GRIPE

Foto: reprodução

Maio é mês nacional da vacinação contra a gripe. A campanha que ocorre em postos de saúde de todo o Brasil, em Goiás, tem a meta de vacinar mais de um milhão de pessoas até o final do evento, no dia três de junho. O “Dia D” que é o dia nacional da vacinação contra a gripe ocorreu no dia 9 de maio nos postos de saúde de todo o país. Porém, em vista da baixa procura, outro "Dia D" foi feito no dia 23 de maio. Agora, na tentativa de vacinar mais pessoas, a campanha que iria só até o dia 22 de maio, foi prorrogada para o dia 3 de junho.

Segundo Grecia Pessoni, enfermeira de imunização da Secretaria Municipal de Saúde, é fundamental que as pessoas se atentem para a vacinação e vá até os CAIS para receber a dose. O objetivo da campanha é reduzir as complicações e internações de pessoas infectadas com o vírus da gripe e os casos mais graves que podem resultar na morte do paciente. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, estima-se que a gripe atinge de 5 a 15% da população, causando entre 3 a 5 milhões de casos graves e de 250 mil a 500 mil mortes todos os anos no mundo.

A expectativa era que a campanha incentivasse os grupos prioritários a se vacinar. Podem ser vacinadas crianças de 6 meses até 5 anos, mulheres grávidas ou até 45 dias depois de darem a luz, pessoas com 60 anos de idade ou mais, grupos indígenas, pessoas que trabalham na saúde, quem tem doenças crônicas não transmissíveis e funcionários e detentos do sistema prisional. Menos de 50% das doses disponíveis foram aplicadas na população.

Ainda sobre a vacina, Pessoni esclarece que, apesar da crença popular, a vacinação da gripe não causa gripe. “A dose contém um vírus morto ou inativo, que pode causar alguns sintomas de forma mais leve e passageira, que prepara o corpo para combater o vírus ativo da gripe”, explica.

Falha

Contratempos também marcaram o “Dia D” da gripe no estado de Goiás. No dia do evento nacional, que estava marcado para o dia 9 de maio, 18 cidades de Goiás não fizeram a campanha por falta de vacinas.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, o “Dia D” não aconteceu nos municípios em questão, pois o Ministério da Saúde não havia entregado as doses a tempo. O evento aconteceu na semana seguinte nas cidades em questão, no dia 16 de maio.

Listar Todas Voltar