Weby shortcut 1a5a9004da81162f034eff2fc7a06c396dfddb022021fd13958735cc25a4882f
4884

Lotes baldios cercados de entulhos e lixos, afetam moradores em Campinas.

Atualizado em 05/05/15 10:17.

Problema na região vem se intensificando com as chuvas. Moradores reclamam de impasse de fiscalização.

05/05/2015

Por: Willian Rommel 

 

lotes baldios

Foto: Reprodução

 

A situação sanitária da região de Campinas, o bairro mais antigo da cidade de Goiânia, não vem sendo das melhores. Nos últimos meses, em virtude do aumento percentual das chuvas na cidade, alguns lotes baldios estão virando um verdadeiro terreiro de criação de animais peçonhetos, de mosquitos da dengue além é claro do grande mato que vem tomando tais localidades.

Nas Vilas Santa Helena e Irany, regiões do bairro, a presença destes lotes é quase absurda. A região por se tratar de uma localidade um pouco mais afastada do centro, conta com um percentual menor de habitantes se comparada com o mesmo, e isso aliado a falta de fiscalização da prefeitura intensificou a multiplicação desses lotes que além de causar perigos a população, vem causando poluições na região.

Com a presença do mato bastante intensa, alguns moradores passaram a acumular lixo nas localidades o que impulsiona a proliferação de ratos, baratas, e outros animais nocivos a saúde. Tais localidades, grande maioria, se localizam perto de córregos que cortam a região, poluindo assim diretamente os mananciais hídricos.

Reclamações

Segundo os moradores da região, várias denúncias foram feitas junto a prefeitura, mas esta sempre diz que o responsável por tais problemas é a AMMA, órgão que cuida do meio ambiente. Para Aires Felix, um dos primeiros moradores da região " o descaso é total, ficam nesse impasse sobre quem resolve o problema,  acaba que ninguém resolve nada."

Tal entidade começou a notificar os proprietários dos lotes baldios, desde o mês de agosto do ano passado. Até o momento, foram notificados 3,3 mil responsáveis por lotes baldios, sendo que, destes, 1,5 mil foram multados e 1.150 esperam correr o prazo da notificação. Segundo a própria agência , a limpeza de tais lotes é obrigação dos donos, mas que sempre que necessário ela poderá ajudar na manutenção.

O diretor de fiscalização da agência, Gustavo Caetano Peixoto, afirma que: “A população precisa se conscientizar dos riscos gerados pela falta de manutenção e limpeza dos lotes sem edificação, caso contrário a multa pode variar entre R$ 250 à R$ 1.000." Vale lembrar que além de evitar tais multas ao bolso dos proprietários, a limpeza ajuda no combate de animais peçonhetos, bem como no mosquito da dengue.

Sem resultados

Tais problemas ambientais ainda não chegaram a uma conclusão. Os órgão fiscalizadores sempre foram acionados pelos moradores, mas poucas vezes atenderam aos pedidos. Como ressalta Aires " apesar desse impasse, em algumas ocasiões os responsáveis resolvem a situação, porém nem sempre é assim. Alguns moradores não cuidam do seu lote e preferem pagar multas, prejudicando seus vizinhos".

A expectativas dos moradores é que com o fim do período de chuva, tais dores de cabeça possam terminar, já que com  a seca, tais lotes ficariam inóspitos a esses animais e ao grande mato, que prevalece nessas regiões atualmente. Caso permaneça tais problemas, sempre é bom lembrar que as denuncias podem ser realizadas no site da prefeitura de Goiânia. 

 

Fonte: FIC

Listar Todas Voltar