Weby shortcut 1a5a9004da81162f034eff2fc7a06c396dfddb022021fd13958735cc25a4882f
4884

Goiânia: palco do rock

Atualizado em 28/04/15 09:53.

Da cidade sertaneja à Capital produtora de cultura intensa e crescente

carne doce

Banda goiana Carne Doce em apresentação no Skate Rock Sessions

 

Por Mariana Faria

Para a felicidade dos goianienses sedentos por cultura e também da economia local — que ganha com a plateia que vem de outros Estados assistir programações regionais —, Goiânia deixou de ser a famosa cidade sertaneja para se transformar numa metrópole cultural, com programação rica e variada, que vai desde as tradicionais folias e congadas às respeitáveis apresentações de teatro, música, dança e artes plásticas.

Atualmente, a capital goiana é produtora de cultura e possui plateia fiel aos diferentes gêneros de suas artes. O cenário musical, por exemplo, é um destaque nacional. Longe das origens sertanejas, bate o som pesado, autêntico e de bom conteúdo das bandas de rock independente. Guitarrista da banda goiana Carne Doce, Macloys Aquino acredita que Goiânia é considerada a cidade do rock.

Goiânia possui produtoras de música independente e bandas que ultrapassam as fronteiras de Goiás. A maior revista cultural do Brasil, a “Bravo!”, já anexou dois festivais de música goianos, o Bananada e o Goiânia Noise (ambos da Monstro Discos) na lista dos cinco mais influentes do País. Constatou que o Vaca Amarela, festival goiano da Fósforo Cultural, é o terceiro mais promissor do ranking nacional.

Aquino diz ainda que Goiânia foi porta de sucesso para o grupo, e admira o crescimento dos eventos culturais na cidade. “Se a pessoa quer música sertaneja, pop, samba, ela vai encontrar. Mas se buscar rock vai ter uma programação rica, com boas casas e bandas de qualidade. Os melhores festivais de rock no Brasil são realizados aqui. Goiânia é hoje palco fundamental para qualquer artista do gênero”, afirma.

Listar Todas Voltar