Weby shortcut 1a5a9004da81162f034eff2fc7a06c396dfddb022021fd13958735cc25a4882f
4884

Entre nessa festa!

Atualizado em 28/04/15 09:52.

Cultura e socialização no Primeiro PRÉ-ENUDSG

Por Elisama Ximenes

Festa prévia do XIII ENUDSG

 

Junto com várias figuras recortadas e coladas no cartaz, Frida Kahlo ilustra a chamada para a festa do Primeiro Pré-ENUDSG (Encontro Nacional em Universidades sobre Diversidade Sexual e de Gênero). O evento ocorrerá em Goiânia no dia 2 de maio, sábado, às nove horas da noite.

Mas a prévia do encontro não se resume à festa. Está sendo organizada uma programação que deve preencher os dias 1 e 3 de maio também. "O pré- ENUDSG é uma prévia do que ainda virá, um evento de muita discussão e decisões a serem tomadas para o real evento que será o ENUDSG" explica Rafael Lincoln, um dos organizadores.

A ideia é que se construa em conjunto o projeto final para a realização do evento oficial, o Décimo Terceiro Encontro Nacional em Universidades sobre Diversidade Sexual e de Gênero, que também será realizado em Goiânia. Para isso foram convidadas pessoas dos diversos coletivos da Universidade Federal de Goiás e do Insittuto Federal de Goiás que discutem questões de gênero e sexualidade.

Na Comissão Organizadora estão o Coletivo Fluidez (UFG); Grupo de Estudos Feministas (UFG); Grupo de Diversidade da CEU (UFG); Triângulo Rosa (IFG); UniDiverCidade (PUC GO); e As Libertárias (UFG Jataí). "Todos eles que foram para a última edição do ENUDS em Mossoró" conta Bruna Chamelet, também da Comissão.

 

A festa

"A festa tem como base a temática do próprio evento" conta Rafael e completa "então é para todxs que se sentirem nessa luta conosco". Deve acontecer no DCE da UFG, no Setor Universitário. Segundo os organizadores, contará com muitas surpresas.

Dentre as atrações que já podem ser reveladas, haverá dublagens e os convidados terão a oportunidade de fazer as performances que quiserem, de acordo com os organizadores. Bruna nos conta mais "queremos fazer uma festa acessível, onde todxs consigam participar, e onde a gente consiga trazer algumas atividades culturais não tão comuns durante a festa, como apresentação de dança apenas de homens no salto alto".

O valor do ingresso é de R$ 5,00 e deve colaborar para arrecadação de fundos para a realização do XIII ENUDSG. A escolha das músicas também está sendo cuidadosa, a ideia é que elas tenham temáticas que "falem sobre opressão, que leve a pessoas ao pensamento crítico do que está sendo falado nas letras" explica Bruna.

A segurança da festa deve ser diferenciada, a organizadora Bruna Chamelet conta que "por ser uma festa declaradamente diversificada, achamos que seria interessante criar grupos de apoio dentro do ambiente, onde as pessoas possam se sentir segura sabendo que têm a quem avisar caso ocorra qualquer típico de violência física, verbal ou psicológica".

 

Uma questão de gênero

O XIII Encontro sofreu uma mudança no nome com relação aos anos anteriores. Acrescentou-se a palavra Gênero e motivo Bruna Chamelet explica "em plenária final, após o pedido de uma travesti que disse não se sentir representada pela diversidade sexual, foi deliberado a inclusão do termo gênero, trazendo maior representatividade e visibilidade a discussão".

 

 

 

 

 

Listar Todas Voltar