Weby shortcut
4884

Orkut fora da tela

Atualizado em 28/04/15 09:31.

Extinta rede social é objeto de estudo sobre comportamento e infidelidade

Por Leon Carelli

2005

Exemplo de perfil do Orkut em 2005. (Divulgação)

 

A década de 2000 foi marcada pela revolução da internet e da virtualidade no Brasil. Msn, Orkut, Sms, Flogão e Youtube embalaram a vida de muitos adolescentes, modificando seus comportamentos e formas de interagir com o mundo. Hoje esses adolescentes começam a entrar no mercado de trabalho, e a influenciar suas áreas com seus conhecimentos virtuais.

Muitos estudos foram desenvolvidos no áuge da rede social Orkut, e hoje, os impactos de sua breve passagem pelo mundo ainda são analizados. A rede foi fechada em 2014. O Orkut foi criado em 2004. Em agosto de 2011, a rede social contava com mais de 29 milhões de usuários só no Brasil. Esse fenômeno fez com que o nome da rede social fosse pronunciado o tempo todo em qualquer tipo de conversa entre pessoas de qualquer idade.

Para a comunicadora Fabíola Cunha, em artigo científico chamado O indivíduo (re) construído nas redes sociais, de 2010, a grande adesão à rede social se deve ao fato de os usuários poderem criar e controlar suas máscaras de exibição diante da sociedade, interagindo de forma virtual. “Ao escolher uma determinada fotografia ou citação (no campo “quem sou eu” do perfil) o indivíduo apresenta-se aos outros usuários como aquilo que quer ser”, afirma.

A organização das próprias ações em órdem cronológica e o registro de conversas, declarações de amor, e discussões antigas é outro fato a favor da rede social, que conquistou tamanha devoção. “Embora [o orkut] não funcione como um diário, permite a reorganização da história individual, personalizando e destacando preferências, opiniões acerca de assuntos variados, desejos e motivações” completa a comunicadora Fabíola Cunha.

Relacionamentos

Em dissertação de mestrado de 2007, a psicóloga Maria Engel de Oliveira utiliza do tema infidelidade para analizar as mudanças de comportamento das pessoas diante do Orkut, a então nova ferramenta de relacionamentos sociais à distância. A dinâmica do ciúme muda quando o resultado do acesso às novas informação vai se tornando comum.

“[No orkut] existe uma liberdade de acesso por parte dos seus membros às informações pessoais, fotos e mensagens que são trocadas. A possibilidade de visualização de conteúdos que possam denunciar a infidelidade ou a traição por parte de alguém é muito grande”, afirma Marina Engel.

Maria Engel ainda noticia a existência de uma comunidade específica para descoberta de adultérios, que serviu de análise para parte de sua pesquisa. Essas pesquisas serviram para redefinir os elementos considerados como traição pela atual geração “Quinze depoimentos da comunidade ‘Eu descobri pelo Orkut’ também foram analisados".

Os novos comportamentos da geração que acessa redes sociais já são discutidos e analisados na dinâmica do relacionamento. "Os resultados revelaram principalmente que a troca de mensagens mais ardentes, carinhosas ou “ilícitas” pelo Orkut é considerada como traição pelos sujeitos, assim como a visualização de fotos de outros homens e mulheres”, conclui.

Listar Todas Voltar