Weby shortcut
Jovens Jornalistas - FIC UFG

Fórum - maioridade penal

Atualizado em 09/06/15 09:25.

Qual é a sua opinião sobre a redução da maioridade penal?

 

As pessoas querem acreditar que construir mais presídios, lotá-los, encher as ruas de policiais são medidas de segurança pública, quando, na verdade, segurança pública, como já disse uma antropóloga, é um conjunto de políticas públicas. As cidades têm sido cada vez mais hostis com seus habitantes, o aumento da violência é fruto disso. Ninguém quer resolver um problema que é estrutural a partir da base. Prender crianças não é solução. (Fernanda Garcia)

Sou totalmente contra. Nunca houve qualquer correlação com aumento da segurança e o aumento de pessoas presas. Muito pelo contrário, as pesquisas sociais realizadas no Brasil, mostram que onde tem mais polícia tem mais violência, da mesma forma que quanto mais se prende, mais os jovens (em sua maioria negros) cometem mais crimes. Um estado baseado em punição penal, é uma cobra comendo o próprio rabo, por não resolver o problema em sua base, ou seja na educação e oportunidade dos jovens e sim punir os mesmos que caem no mundo do crime, por falta de opção. Uma proposta fascista, que tem como único objetivo ser utilizada em campanha eleitoral, para ganhar votos dos mais conservadores (Heitor Vilela)

Um dia desses escutei que se reduzir a maioridade penal era tão ruim, por que eu era a favor das cotas? A pessoa, claramente, usou da indução para entender que as cotas eram uma medida remediativa e, se eu entendi a redução da maioridade penal como punitiva e sem resultados, então deveria dizer o mesmo das cotas. Enganou-se ele, eu sou contra a redução da maioridade penal porque apenas contribui para aumentar as estatísticas de presos no Brasil e nada contribui para a diminuição das estatísticas da violência, como já comprovado em outros países. Logo, não tem nada a ver com cotas, porque as últimas possibilitam sim um aumento das estatísticas de negros e pobres nas universidades e contribuem para o avanço da democratização da educação. (Elisama Ximenes)

A redução da maioridade penal é uma solução imediatista e errônea para resolver o alto índice de violência no Brasil. Primeiramente, porque a legislação brasileira é mal executada, e as detenções costumam durar um período menor que o previsto. Segundo, porque já é fato que prisões lotadas não fazem do infrator um indivíduo mais consciente, pelo contrário. Sendo assim, o menor preso frequentará uma "escola" de péssimos exemplos, podendo sair da mesma pior do que entrou. A solução seria o investimento pesado em educação e melhoria das condições de vida, inclusive melhorias e atendimento especializado nos presídios; porém, essa medida é mais dificultosa, custa mais, exige mais, e portanto, é menos interessante de ser executada. (Mariana Faria)

A maioridade penal é uma demagogia, pois só visualizamos uma forma de atuação do poder público com interesse em manipular ou agradar a massa popular, incluindo promessas na área da segurança que muito provavelmente não serão realizadas, somente mediante esse ato, o que é visado, é apenas a conquista de mais poder político pelos militante do assunto. (Morgana Kelly)

Concordo em algumas partes e discordo em outras. Na minha opinião qualquer pessoa que já tem o pleno juízo de suas ações, já sabe o que é o correto e o que é crime, por isso se cometeu algum delito tem que ser punido, independente da idade do mesmo. Já o ponto negativo da história é de que o Brasil não tem estruturas físicas suficientes para suportar tantos detentos, que esta nova lei vai gerar, e isso ao meu ver é o problema chave da questão.   ( Willian Rommel ) 

É uma forma equivocada de se resolver o problema da violência, uma vez que a criminalidade não diminuiu em países que adotaram a medida. Além disso, existem questões como a superlotação carcerária no Brasil, que pioraria muito se aumentasse o numero de pessoas indo para a prisão. Na minha opinião, já existem leis que punam os menores infratores, elas só precisam ser melhor cumpridas. (Júnior Bueno)

Medidas como a redução da maioridade e a pena de morte ao meu ver são equivocadas. É como buscar solucionar a consequência do problema e não sua raiz: é muito fácil colocar mais gente nas já lotadas prisões brasileiras. Difícil mesmo é tratar questões basicas de educação e cidadania que resolveriam o problema a longo prazo de fato. O imediatismo passa uma falsa sensação de segurança, mas é como a famosa expressão "tapar o sol com a peneira" (Ana Maria Antunes)

Reduzir a maioridade e levar esses jovens para as já superlotadas prisões brasileiras, conhecidas como escolas do crime, certamente não é a solução para a questão da violência. A meu ver é uma tentativa falha de solucionar um problema gerando outro. (Ana Jobim)

Reduzir a maioridade penal na atual situação do Brasil não é solução. Concordo com igualdade entre direitos e deveres de todo mundo, se com 16 anos pode votar e tem consciência de eleger um governante por que não pode ser responsabilizado pelos seus atos? Mas acho que primeiro deve haver uma reeducação da população brasileira, e mudar bases fundamentais como a educação, para depois se pensar em mais leis. Se não cumpre as que já existem, criar uma nova apenas para dizer que fez alguma coisa e só piorar nossas crianças, não ajuda em nada. (Thainara Pedatella)

A redução da maior idade penal não é a solução mais viável para resolver os problemas sociais e de segurança do país. Antes de tentar resolver problemas de segurança aumentando a superlotação nas casas de detenção pelo país, uma forma não tão curta e breve de resolver o problema, seria o investimento em infraestrutura e também em educação. Porém como os Governos estaduais e o Governo Federal necessitam de reduzir o grande número de jovens na criminalidade a solução rápida para reduzir a violência segundo as suas perspectivas é reduzir a maior idade penal. (Matheus Geovane)