Weby shortcut
4884
cafe

Café: ajuda ou prejudica a saúde?

Os efeitos do consumo de café na saúde são bastante variáveis, dependendo principalmente da quantidade de café consumida por dia.

Por Lucas Barbosa

 

Um cafezinho, pela manhã, depois do almoço ou no meio da tarde, são hábitos bastante comuns na vida de quase todo brasileiro. E com esse grande consumo, a bebida se torna polêmica e controversa, sendo alvo de discussões que norteiam a história dessa bebida.

Um estudo da Universidade de Havard, apontou que o consumo regular de café é capaz de prevenir o diabetes tipo 2. A hipótese pode ser a dos ácidos clorogênicos tornarem as células mais sensíveis à ação da insulina. Além de contém também substâncias antioxidantes, que contribuem para eliminação dos radicais livres. Já em outro estudo mostra que uma xícara de café pode ajudar a acalmar os sintomas da enxaqueca.

Segundo informações do site Illy, Estudos recentes demonstram que, se consumido em doses razoáveis, o café não afeta o sono nem prejudica o coração. Pode, ao contrário, ajudar na ação preventiva de algumas patologias graves, como Alzheimer e Parkinson. O café contém também substâncias antioxidantes, que contribuem para eliminar os radicais livres. Ou seja, o café reúne sabor e saúde, em um único produto.

Segundo a neorologista, Ana Paula Trentin, os efeitos do consumo de café na saúde são bastante variáveis, dependendo principalmente da quantidade de café consumida por dia. Para Ana Paula, a média considerada saudável fica em torno de quatro xícaras por dia, mas, para se fazer uma conta adequada de ingestão de cafeína, é preciso ainda prestar atenção nos outros alimentos que contém a substância, explica.

 

Café x doenças

 

Vício: os bebedores regulares desenvolvem uma dependência moderada. O abandono repentino leva a dor de cabeça, depressão. o consumo excessivo causa nervosismo, insônia, contrações musculares e dificuldades de fala.

Osteoporose: mais que 4 xícaras/dia pode favorecer a osteoporose principalmente no sexo feminino.

Termogênico: ao acelerar o metabolismo, a cafeína aumenta o gasto energético mas é preciso praticar exercícios.

Aumento do LDL: a presença de algumas substâncias retiradas pelos coadores pode aumentar o colesterol ruim.

Sono: para quem não tem o hábito o consumo após 16 h diminui o sono.

Pressão: o consumo eleva a pressão mas o seu hábito pode reduzi-la.

Cirrose: 1 a 3 cafezinhos / dia reduz a possibilidade em 40%.

Arritmia: seu consumo acelera o coração.

Dor de cabeça: por ser vasodilatador reduz a dor de cabeça e pode ajudar na depressão.

 

Dicas de consumo

  • O café suave tem menor teor de gordura;
  • Moído fresco e conservado na geladeira tem mais antioxidantes;
  • O filtro de papel reduz as quantidades de gordura;
  • A água a 90º c e não a fervida evita a perda de antioxidantes;
  • Servido logo após coado conserva mais antioxidantes.
Listar Todas Voltar