Weby shortcut
4884

Jogos on line e a realidade

Os jogos on line tem evoluído tecnologicamente e se transformado em febre entre os usuários de forma, inclusive, profissional

Por: Jéssica Cardoso

Os jogos on line tem ganhado muito espaço no cotidiano das pessoas. É cada vez mais comum encontrar pessoas que jogam on line por diversão e outras que fazem disso uma profissão algumas vezes muito lucrativa. Sim, tem gente ganhando ( e muito) dinheiro para ficar no computador jogando os joguinhos que as mães tanto diziam que não davam futuro.

Em alguns países, como nos Estados Unidos, os gamers são considerados atletas. Os campeonatos são transmitidos e narrados, e o prêmio para a equipe ganhadora chega a quantias exorbitantes de até 6 milhões de reais. Os campeonatos são a nova moda da internet. Os jogos mais populares são o League of Legends e o DotA (Defense of the Ancients).

Mas os jogos on line não são iguais e existem especificidades em cada estilo. League of legends e DotA são MOBA, mas existem também os RPG, MMOG, MMORPG, e Multiplayers.

Esses tipos de jogos movimentam muito dinheiro, além de seus campeonatos, isso porque o gamer precisa treinar o personagem que escolhe e para isso precisa comprar determinados itens para melhorar as jogadas e atingir o objetivo do jogo.

  O estudante de jornalismo, Renato Veríssimo, 22, afirmou que: “ MMO e o MOBA são uma maquina de fazer dinheiro. Todos eles envolvem dinheiro real, você pode comprar itens, crédito nos sites. O que eles chamam de cash. Isso gira muito dinheiro tanto para o dono do site quanto para o jogador.”  Exite um ‘ mercado paralelo’ . Em alguns jogos um item muito raro, já vi, ser vendido por 16 mil reais. É o jogo da ostentação.”

E também há os gastos com micro transações que são as compras dentro do jogo, seja de produtos cosméticos ou de itens que dão bônus à sua personagem.

“Eu já gastei muito adquirindo, por um bom tempo evitei jogos com mensalidades (falta de opções de pagamento) e tive uma época que gastei muito com transações dentro do jogo, porém, talvez, eu já tenha ganhado mais dinheiro jogando do que gastei”, afirma Júlio César, 21, estudante de Engenharia Eletrica.

Jogo como estilo de vida

Meninos e meninas que estão fazendo dos jogos on line um estilo de vida. Muitos passam até 15 horas por dia jogando, mudam de casa e às vezes até de país para estarem junto dos times para treinarem para os campeonatos.

Nem sempre é assim que acontece. Na maioria dos casos os jogadores, não são considerados atletas, mas jogam durante muito tempo e até conseguem ganhar dinheiro com eles.

 É o caso da  estudante de jornalismo Sindy Guimarães, 21, tem uma trajetória com games on line. Ela participa de campeonatos menores do League of Legends e afirma que é a forma de entretenimento preferida e que já deixou de fazer muitas coisas para jogar e treinar para os campeonatos. E segundo ela isso não atrapalha sua vida social.

Já o estudante de Engenharia Eletrica, Júlio César, 21, que joga diariamente pelo menos duas horas, ressalta as vantagens de se jogar “De bom os jogos me trouxeram muitas coisas, habilidades cognitivas, conhecimento de finanças, desinibição, tantas outras coisas, mas principalmente o conhecimento de novas línguas, já que aprendi inglês jogando.”

 

 

Fonte : FIC

Listar Todas Voltar