Weby shortcut
4884

Dia da Terra agita ânimos ecológicos

Dia destinado a reflexões ambientais incentiva debates acerca da sustentabilidade.

Por Nicole Reis

Foi na década de 70, na conjuntura do movimento hippie, que o dia 22 de abril tornou-se o Dia Nacional da Terra, nos Estados Unidos. Gaylord Nelson, senador e ambientalista estadunidense, estipulou este novo marco no calendário do país após um acidente que ocasionou o vazamento de óleo na Califórnia, em 1969. Ainda pouco conhecido, o dia oficial do Planeta Azul consolidou-se somente 40 anos depois, quando a ONU consagrou formalmente a data e tornou-a internacional.


Criado com o propósito de estimular a reflexão acerca das mazelas ambientais e suas possíveis soluções, a data alerta-nos sobre a necessidade da relação saudável entre atividades econômicas humanas e a preservação dos recursos naturais. Neste ano, o tema para debates internacionais, “Cidades Verdes”, visa impulsionar a modificação dos ambientes urbanos a fim de torná-los sustentáveis: mais arborizados, adeptos de fontes limpas de energia e isentos da poluição excessiva causada pelos automóveis, isto é, portadores de um bom sistema de transporte coletivo.


 Eleita a “Capital Verde da Europa”, Copenhague, na Dinamarca, tornou-se símbolo das celebrações deste ano. “A cidade dinamarquesa é um bom modelo em termos de planejamento urbano e design”, alegou a Agência Espacial Europeia – ESA. As discussões do dia destinado à harmonia com Gaia orbitam em torno de uma problemática antiga: as intensas mudanças climáticas, sobretudo referentes ao aquecimento global, acentuadas pela ação humana.


Além da criação das Cidades Verdes, a redução da compra de bens industrializados é requisito fundamental para a consolidação de um modo de vida sustentável. O engenheiro florestal Gustavo Nogueira é coordenador do Programa Educação para Sociedades Sustentáveis do WWF-Brasil e ressalta o poder destruidor do consumismo exacerbado sobre os ecossistemas:“Enquanto estimularmos o consumo além do limite, ficaremos reféns da nossa sobrecarga”, ele afirma.

 

Comemoração

 

O Dia da Terra está marcado no calendário de 192 países, sendo ainda comemorado de modo superficial e precário. Porém, em todo mundo, emergem paradas civis e manifestações de grupos ecologistas em prol da conscientização da população, autoridades políticas e empresas acerca da preservação do meio ambiente. Gustavo Nogueira ressalva a importância da valorização da data: “Muitas vezes não refletimos sobre os impactos negativos e positivos sobre a Terra. Este é um momento de reflexão e interação com o nosso planeta”, diz ele.


Para as celebrações deste ano, a NASA criou e disponibilizou em seu site um mosaico com fotos das redes sociais, postadas por pessoas de nações diversas, que continham a hashtag #GlobalSelfie. A Agência fez ainda a inauguração de cinco missões espaciais, destinadas à coleta de informações que servirão ao monitoramento das questões ambientais.

Fonte : FIC

Listar Todas Voltar