Weby shortcut
4884

Mulheres modernas e as relações afetivas atuais

Os relacionamentos não são mais o que elas querem, hoje elas buscam independecia em todas as áreas da vida

Por Lohany Arnos 

 

Na sociedade em que vivemos, a comunicação e o elo com o outro está cada vez mais fragmentado.As mulheres estão deixando as relações afetivas em segundo plano e direcionando as suas vidas para as suas obrigações profissionais.

A estrutura familiar alterada ao longo dos anos pelos processos sociais, o papel da mulher na sociedade, são fatores que influenciaram na modificação das relações afetivas.

A independência adquirida pela população feminina ao longo dos anos, fez com que os homens perdessem a hegemonia que sempre tiveram ao longo da história em um matrimônio.

É no dia a dia que descobrimos as qualidades e defeitos do companheiro, segundo a psicóloga Marcela França não existe o parceiro ideal, o que é ideal não é real. A realidade é faltosa e aponta para as nossas próprias incapacidades.

Pois ninguém é perfeito e a expectativa acaba virando desafeto, o excesso de zelo se transforma em ciúmes, o silêncio se torna em magoa, a indiferença machuca o coração.

O estudante Maurício Bento, diz que devido às más experiências causadas por relacionamentos anteriores, as pessoas tendem a levar resquícios dessa experiência ruim durante vários anos de suas vidas.

A imaturidade afetiva, falta de autoconhecimento, o medo de ser magoado, a frustração por um relacionamento mal sucedido, pode prejudicar futuras relações conjugais.

Em grande parte, as mulheres já não dependem financeiramente dos homens e podem fazer escolhas. Os homens, por sua vez, já não se sentem mais tão responsáveis pelo destino das mulheres.

 Até que a morte os separe... ?

 A psicóloga Marcela França diz que não existe uma verdade absoluta sobre os fatos. Cada caso é um caso. "Realmente não posso afirmar”. Necessitamos do outro desde os primeiros tempos de desamparo após o nascimento.

O afeto que o outro nos dirige é referência constitutiva para o nosso psiquismo, para o nosso corpo e para a nossa introdução no mundo da linguagem.

 O amor se apresenta ao sujeito desde os primeiros tempos de total dependência até sua fase adulta, em que a dependência não poderá mais ser total, mas parcial. O que é amor? Espero que cada um saiba a quê ele se refere em sua história privada.

 Segundo Ranyella Torres, a maioria das mulheres procuram homens que são seguros de si, que demonstre de fato que querem ter um relacionamento sério. Além disso, ela diz que existem algumas mulheres, que buscam estabilidade financeira na vida a dois.

 Cássia Lorrayne também afirma, que apesar da maioria das mulheres procurarem o seu príncipe encantado, existem também certo interesse por parte de algumas. A minoria delas usam a união com uma outra pessoa para subirem na vida de forma rápida e fácil.

 Maurício diz que os homens querem ir rápido ao prazer e devagar no compromisso. Muito deles ao sentir o “cheirinho” de comprometimento com uma mulher já recuam, por não gostarem da idéia de viver uma vida a dois.

 

 

 

 

 

 

 

Fonte : FIC

Categorias : Comportamento

Listar Todas Voltar