Weby shortcut
4884

Goiânia adere à campanha “Novembro Azul”

O objetivo é convencer os homens a fazer exames preventivos de câncer de próstata

Por Giuliane Nascimento

A exemplo do que ocorreu no mês passado com o projeto “Outubro Rosa”, chegou a hora do mês de Novembro ceder aos encantos da luz azul. Dessa vez, a campanha de conscientização nacional vai ser dirigida aos homens para alertar sobre a importância da prevenção e diagnóstico do câncer de próstata, principalmente.

Para isso, prédios públicos da capital vão se iluminar outra vez. O Hospital Alberto Rassi (HGG) já aderiu ao movimento desde sexta-feira (1). Tanto a Central de Atendimento ao Cidadão, como o local de Teleconsulta de Goiânia estão iluminados.

Contudo, segundo o diretor técnico do HGG, Rafael Nakamura, esta não é só uma campanha de prevenção. “Motivado pela Novembro Azul, o hospital vai realizar exames em 77 homens que foram selecionados. Eles já são regulares na unidade e agora vão ser avaliados e operados. Tudo isso pra chamar a atenção da população para os mecanismo de prevenção do câncer de próstata, sobretudo para quem não tem o costume de cuidar da saúde”, conta.

Dados

E como o homem ainda tem muito preconceito com o exame que detecta o câncer, a incidência, por conta desta rejeição, é alta. “Infelizmente já é um dado estatístico. O homem tem o hábito ruim de não se preocupa com a saúde, e fazer o exame ainda é um tabu. O que acontece é que esses pacientes acabam por gerar transtornos à saúde por conta desse pensamento, os homens precisam se limitar a não ter medo de fazê-lo”, afirma Rafael.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, são registrados mais de 50 mil casos por ano, com o número de mortes ultrapassando os 12 mil registros. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), no Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma). Em valores absolutos é o sexto tipo de câncer mais comum no mundo e o mais prevalente em homens, representando cerca de 10% do total.

 Mundo

O movimento original surgiu na Austrália, em 2003, aproveitando as comemorações do Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, em 17 de novembro. No Brasil, também neste mês, é comemorado o Dia do Homem, no dia 19. Em vários países, o Novembro Azul também é chamado de Movember, que é uma junção das palavras moustache (bigode, símbolo da campanha) e November (Novembro).

De acordo com os médicos, esse é o tipo de câncer mais comum entre os homens e pode ser diagnosticado através de um exame de sangue, chamado PSA, combinado ao exame de toque retal. Se diagnosticado no início, as chances de cura são de 80% a 90%. Se detectado em estágio avançado, essas chances diminuem para 10% a 20%.

No movimento deste ano, na capital, além do câncer de próstata, estão sendo debatidas outras doenças masculinas como o câncer de testículos, depressão entre os homens, cultivo da saúde, entre outros.

Fonte : FIC

Listar Todas Voltar