Weby shortcut
4884
Foto Reprodução

Escola sem stress

Técnica de meditação baseada na antiga tradição védica de iluminação na Índia ajuda manter alunos calmos e mais abertos para aprender

Natânia Carvalho

 

Alguém grita na sala de aula. Alguém? Alguéns! Bolinhas de papéis voam. Muitas delas! Olha para onde aquela ali está indo... Ih! Acertou a professora, que precisa falar ainda mais alto. Ninguém parece escutar um ou outro. Aprender? É pedir demais...

A cena se parece com centenas de salas de aulas do ensino público e privado no Brasil, mas e se pudéssemos fazer alguma coisa a esse respeito?  Muitos pesquisadores apontam a Meditação Transcendental  (MT) dentro das escolas como resposta a esse tipo de comportamento.

No Brasil, a técnica já é utilizada no Distrito Federal e alguns estados, como no Rio de Janeiro e Minas Gerais. A novidade começou nas escolas do Rio de Janeiro, em 2009, quando a secretária de educação Tereza Porto lançou juntamente com a Fundação David Lynch o projeto Educação Baseada na Consciência.

Em Goiânia, a prática ainda é pouco difundida fora do mundo especializado da Yoga. Contudo, a professora de educação infantil Silene Freire, 40, da Escola Municipal Salmon Professor Gomes Figueiredo afirma que apesar de não conhecer a fundo a MT, ela tem um momento diário de meditação com seus alunos de cinco anos. “Eles se deitam, logo após o recreio. Eu coloco uma música instrumental e nós trabalhamos toda a indisciplina e inquietação deles”, ela explica.

 

Benefícios

“Imagine chegar à sala e meditar 10 minutos antes de começar a aula? Seria maravilhoso!”, Fernando Lo Lacono, professor de Ciência da Inteligência Criativa (CIC) e de Meditação Transcendental há 34 anos, diz entusiasmado. Segundo ele, a MT traz ótimos resultados para os estudantes.

Isso, pois ela aumenta a criatividade, a capacidade de resolver problemas, diminui a inquietação e os chamados “brancos” na hora da prova. A Meditação Transcendental pode, até mesmo, otimizar o sono e a autoconfiança dos alunos.

Um estudo  realizado na Califórnia, Estados Unidos, vai mais longe e indica as matérias em que a MT pode ajudar o estudante a se sair melhor: matemática e inglês.

Talvez você esteja se perguntando depois de tudo isso: quanto custaria implantar a meditação nas escolas brasileiras? Segundo um dos representantes da Fundação David Lynch no Brasil, Joan Roura, o custo por aluno na rede pública é de dez reais por mês. “O custo/beneficio é mais do que ótimo”, finaliza Roura.

 

Fonte : FIC

Categorias : Educação

Listar Todas Voltar