Weby shortcut
4884
danilo 222

O mundo do mercado de ações

Este importante ramo da economia pode ser muito lucrativo, até mesmo, para quem dispõe de pouco dinheiro

Por Danilo Boaventura

Mercado de ações. Para muitos é algo inacessível e ousado, para outros um campo para quem tem muito dinheiro e coragem. Mas não é bem assim. Segundo o site Portal Investidor, do Ministério da Fazenda, sempre foi possível fazer bons investimentos, com pouco dinheiro, e ter retornos satisfatórios.  

Para isso, orienta o site, é necessário, pelo menos, conhecer um pouco desse universo, seja estudando ou indo atrás de orientações com profissionais qualificados.  

De acordo com Leandro Martins, especialista em análise gráfica de ações em uma corretora de Anápolis, quem inicia uma operação no mercado de ações costuma cometer quatro erros rotineiros.  

O primeiro deles é a falta de humildade. “Isso acontece quando o operador lê dois livros de análise gráfica, acha que é o suficiente para conhecer o mercado”, afirma.  

O excesso de otimismo e a falta de disciplina, na visão do analista, é segundo erro. Ele explica que o investidor iniciante, pouco cauteloso, acredita, com convicção, que a operação será lucrativa e não para.

A falta de metodologia fixa é o terceiro erro. Isso acontece quando mudam-se constantemente a forma de fazer operações e indicadores utilizados. Martins completa que o quarto erro é a utilização de informações em excesso, procurando ter conhecimento de todos os dados disponíveis e alerta: “o excesso de informações pode gerar confusão”, completa.

Quanto investir?

O mais recomendável é encontrar um corretor e uma empresa disposta a trabalhar com um valor inicial pequeno. R$ 500 são ideais para entrar no ramo e adquirir experiência.  

Esse valor pode ser suficiente para, no momento, comprar cinco ações da Petrobrás e três da Vale. Para quem acha pouco, é bom saber que alguns bons investidores começaram com ainda menos.

Escolher a melhor corretora de investimento na bolsa de valores é uma obrigação para quem quer entrar na bolsa de valores. É ela que vai fazer o meio de campo entre você e a Bovespa. Você transmite a ordem de compra e venda, e a empresa, mais especificamente seu corretor, executa.  

É muito importante encontrar uma corretora entre as diversas que são membro da Bovespa. Mais importante ainda, antes de procurar uma, é verificar se a corretora faz parte dessa lista, no espaço de busca da bolsa.

Muitas corretoras exigem um valor mínimo para o ingresso no mercado financeiro, e nem todas operam com valores baixos. Entretanto, é possível encontrar alguma que trabalhe com diferentes realidades financeiras.  

Em todo caso elas têm uma porcentagem no dinheiro investido sobre a movimentação de venda de valores. Todavia, é possível encontrar corretoras que cobram uma taxa de apenas 2% sobre a movimentação de venda de valores de até R$ 498,62. Essa taxa pode cair até o limite de 0,5% na medida em que os valores se aproximam de R$ 3.000.

O êxito juntamente com um retorno satisfatório vai depender do desempenho do mercado financeiro como um todo, da política, das guerras, do clima, da China, dos EUA, de tudo.  

Os retornos nem sempre são rápidos, mas, sobretudo, depende de quanto tempo uma pessoa pretende investir em seu aprendizado, quanto tempo pretende investir acompanhando os seus investimentos e quanta disciplina terá para aplicar em um investimento mais ativo e menos passivo.

Fonte : Facomb

Listar Todas Voltar