Weby shortcut
4884

A Secretaria na contramão do Estado

 

A Secretaria de Políticas para Mulheres e Promoção da Igualdade Racial trabalha acolhendo grupos minoritários

 

violencia mujer

 

Por Ana Clara Gomes

 

Em meio a tanta violência e repressão policial que temos visto com o cerceamento da liberdade de expressão nos protestos populares que vêm acontecendo no Brasil, é natural que tenhamos uma péssima imagem e referência do Estado. São vários os órgãos e instituições estatais alavancados para o interesse somente da segurança estatal e não do bem comum. Entretanto, há de se reconhecer um órgão que tenta ir na contramão dessa lógica: a Semira.

 

O trabalho realizado pela Secretaria de Políticas para Mulheres e Promoção da Igualdade Racial visa contemplar e acolher minorias. Essa é uma Secretaria voltada ao atendimento às pessoas vítimas de qualquer tipo de violência, preconceito e discriminação, que estejam em situação de vulnerabilidade, sejam elas mulheres, negros, ciganos e demais etnias, população LGBT e vítimas do Tráfico de Pessoas.

 

Segundo o advogado do Núcleo Jurídico do Centro de Referência da Semira, a Secretaria trabalha com uma equipe multidisciplinar composta por psicólogos, assistentes sociais e advogados disponíveis e dispostos a orientar, abrigar e amparar pessoas vítimas de algum tipo de violência. Os profissionais que trabalham na Secretaria são responsáveis por encaminhar as vítimas às Delegacias especializadas ou ao Ministério Público, quando é o caso.

 

Além do auxílio às vítimas, a secretaria disponibiliza relatórios de estudos sobre a violência contra a mulher. No site da Semira é possível ter acesso a esses documentos e também encontrar o Planejamento Estratégico da gestão 2011-2015.

 

 

(Veja lista de endereços das Delegacias Especializadas no estado de Goiás)

 

 

Fonte : Facomb

Categorias : Trabalho

Listar Todas Voltar