Weby shortcut
4884

A mudança física na velhice

A idade avança e todos os sistemas envelhecem, as rugas aparecem e a quantidade de gordura aumenta

Por Karla Araujo

Quando se trata de mudanças no corpo existem vários mitos e verdades em todas as épocas da vida. Depois de passar pela infância e puberdade, quando o corpo se desenvolve, o ser humano chega à fase adulta e depois à velhice, quando novas mudanças acontecem. Com o envelhecimento do corpo todos os sistemas seguem o mesmo caminho.

O organismo de uma criança possui cerca de 70% de água, com o tempo essa quantidade vai diminuindo e chega a cerca de 50% na pessoa idosa. Com a redução do depósito de água, a quantidade de gordura aumenta. Com isso, a cartilagem fica mais enrijecida (orelhas e nariz), a pele menos hidratada (rugas), as artérias menos flexíveis e o ritmo de filtração do rim diminui.

A médica geriatra Loiane Moraes lembra que nessa época da vida ocorre a diminuição da quantidade de massa muscular e isso atrelado a outros problemas, como no equilíbrio (labirinto), aumenta o risco de queda. Além disso, qualquer medicação fica mais tempo no organismo idoso do que em um jovem, isso se deve a menor quantidade de água e maior quantidade de gordura.

De acordo com Loiane Moraes, a diminuição da estatura também ocorre por causa da menor quantidade de água no corpo, mais precisamente nos discos intervertebrais que com a perda água, achatam. Por essas e outras mudanças que o idoso precisa de atenção especializada. Em Goiânia a unidade pública que presta esse serviço é o Centro de Referência em Atenção à Saúde da Pessoa Idosa (Craspi).

Fonte : Facomb

Listar Todas Voltar