Weby shortcut
4884
VLT

Governo pode cancelar obra do VLT no Eixo Anhanguera

Projeto do Veículo Leve sobre Trilhos foi feito para melhorar o trânsito de Goiânia, mas pode não sair do papel

Pedro Marinho

O trânsito em Goiânia está cada vez mais caótico em função da grande quantidade de carros e do transporte coletivo que deixa a desejar. Pensando nisso, o Governo Estadual lançou o projeto do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), que será construído na Avenida Anhanguera e está com a edital de licitação quase finalizado. Estima-se que o investimento de toda a obra será de R$ 1,3 bilhão.

Mas a implantação do VLT no momento é uma incógnita. O governador Marconi Perillo pretende intensificar o debate sobre o projeto até o fim do mês, mas estuda adiar ou até desistir do novo sistema. O problema é que a obra vai exigir pelo menos dois anos para ser feita e o governo tem uma determinação de não iniciar obras que não possam ser finalizadas até o fim deste mandato.

O gerente da Rede Metropolitana de Transporte Coletivo (RMTC), Luis Fernando Machado, considera que essa obra iria trazer melhorias para a população. “O VLT tem capacidade de proporcionar transporte público de qualidade, aliando ao mesmo tempo desenvolvimento sustentável da área que abrange a linha, maior rapidez no deslocamento e maior conforto para os passageiros”, declarou.

Usuário

O estudante Jerônimo Júnior utiliza o ônibus do eixo e acredita que o VLT é uma boa ideia para a cidade, mas não para substituir o Eixo Anhanguera. “O projeto do VLT é uma boa ideia, mas tem que colocar em um lugar onde as coisas não estão funcionando, e não em um lugar onde o transporte é bom. O Eixo Anhanguera por enquanto é o transporte que está funcionando na cidade”, ressaltou o estudante.

Jerônimo afirma que com esse investimento de R$ 1,3 bilhão era melhor fazer um metrô para regiões que necessitam de um transporte coletivo melhor. “Alguns bairros precisam de um transporte coletivo melhor e esse investimento poderia ser melhor aproveitado na construção de um metrô onde cortasse toda a cidade e facilitasse as pessoas que moram na periferia”, disse.

Categorias : Política

Listar Todas Voltar