Weby shortcut
4884

Um ataque a violência

Mulheres pelo mundo todo gritam por respeito

Por Jordana Barbosa

 

O planeta tem 7 bilhões de pessoas e, metade da população é de mulheres. Uma em cada três mulheres é, foi ou será violentada, espancada, estrupada ou assassinada. São um bilhão de mulheres sofrendo algum tipo de violência. Pelos dados mais recentes do mapa da violência, feito pela Faculdade Latino Americana de Ciências Sociais - FLASCO, o Brasil é o 7º país do mundo em assassinatos de mulheres. Esses crimes acontecem no país inteiro.

Em Alagoas, Gilvanete Rosendo da Silva, grávida de oito meses, foi espancada com uma barra de ferro pelo marido. Ela morreu e o bebê vai para adoção. No Rio Grande do Norte, a advogada Vanessa de Medeiros foi assassinada a pauladas pelo ex-namorado, o policial militar Gleyson Galvão. Em um shopping de Brasília, Fernanda Graziele Alves foi morta a facadas pelo ex-companheiro, na loja onde trabalhava.

Crimes assim acontecem todos os dias e 80% dos casos são provocados por maridos ou namorados. O Centro Brasileiro de Estudos Latino-Americanos - CEBELA e FLACSO divulgam uma atualização do Mapa da Violência 2012: Homicídio de Mulheres no Brasil  e consta que o machismo e o alcoolismo são os principais fatores da violência contra a mulher.

As alternativas

 

Pessoas famosas, coletivos, organizações, empresas e instituições se movimentam contra a violência domestica em geral. Um desses grandes movimentos é o 'Um bilhão que se ergue”  que mobiliza mulheres pelo mundo todo para dançarem em favor de uma revolução. A revolução de mulheres não serem mais violentadas.

Outro grande movimento que acontece em grande parte do munod é a Marcha das Vadias. Muitos acreditam que o movimento é para garantir a liberdade sexual da mulher, mas não é isso. As marchas acontessem por causa da violência, as Vadias protestam contra os estupros, pela falata de respeito, pelo descaso das autoridades.

A linha que une todos os movimentos é o empenho em tornar um mundo em que as mulheres ejam respeitadas. Movimento feminista, Marcha das Vadias, Um bilhão que se ergue são apenas aglutinações de mulheres dispostas a lutar pela liberdade e igualdade que a televisão diz que todos tem, mas que poucos podem tocar.

 

 

 

Fonte : FACOMB

Listar Todas Voltar