Weby shortcut
4884
Apple  vs  Android

Você trocaria um Apple por um Samsung?

Saiba o que mais importa na escolha entre a maçã e o robozinho

Renan Nogueira

Mesmo após a morte de Steve Jobs, a Apple continua sendo a marca dos sonhos de muita gente. E esse é o principal fator da grande venda da marca. Enquanto vivo, Jobs fez jus ao nome e dedicou muitos anos para fazer com que sua marca fosse desejada por quase todos os seres da Terra. E conseguiu. Muito tempo de trabalho sempre passando pela novidade tecnológica, indo para o ostracismo e voltando para a novidade com um ‘belo lançamento’.

A maçã se lançou no mercado dos computadores, com a novidade de tudo em um, só precisando de uma tomada. Depois vieram os pequenos e poderosos tocadores de música, cada vez mais modernos e inovadores. Para cada produto inovador, outras marcas lançavam seus concorrentes. Mas sendo pioneira em algumas utilidades, a Apple se fez ser desejada.

homer

Depois de estar bem no mercado, a Apple resolveu entrar em um mercado com alta concorrência, o dos smartphones. O iPhone veio para ser a novidade do século 21. Em um ambiente já estabelecido, a maçã tem grandes opositores, como Nokia e Motorola. Mas a marca que mais bate de frente com a de Steves é a sul coreana Samsung. É a eterna briga do oriente com o ocidente.

No segundo trimestre de 2012 as vendas do Samsung Galaxy S III (modelo mais completo da marca e concorrente direto da Apple) superaram em quase 2 milhões de unidades as vendas do iPhone 4S, segundo a Strategy Analytics. Motivos: o iPhone 5 estava para ser lançado; a Samsung conseguiu apresentar um aparelho com melhor desempenho a um melhor custo; o fator ‘inovação’ da Apple não estava tão imponente como antes.

O fato é que mesmo depois do lançamento do último modelo da maçã, as vendas não estão como esperadas. Segundo o jornal japonês Nikkei, a marca estadunidense reduziu os pedidos de alguns componentes do novo smartphone para o primeiro semestre de 2013, pois a procura não está tão grande. Mas o que faz alguém escolher entre um Apple e um Samsung?

O que manda mais?

Brunno Falcão, estudante universitário, disse que nem pensou muito na hora de fazer a sua escolha: “Quando eu consegui dinheiro suficiente, fui lá e comprei um iPhone, mesmo não sendo o último modelo. Nem procurei por um Samsung”. Paulo Henrique, 14 anos, ainda está no ensino médio mas compactua da ideia do Brunno: “Sempre gostei da Apple. Quando pude, fui e comprei.”

As conhecidas filas formadas por Applemaníacos para comprarem o produto no primeiro dia de vendas, já deixa claro que o fator mais importante na escolha pela maçã está na marca. Steve conseguiu fazer com que as pessoas gostassem de tudo que tivesse uma maçãzinha estampada, não importando a real funcionalidade. Lucas Tavares, 25, engenheiro civil, se diz um fã da maçã. “Tenho um iPod, um iPhone e acabei de comprar um MacBook. Não tenho muitas dúvidas na hora de comprar, mas sei que são úteis para mim.”

Veja a opinião de alguns profissionais sobre essas marcas:

O Lado Técnico

Fonte : Facomb

Categorias : Apple Samsung concorrência

Listar Todas Voltar