Weby shortcut
4884
vigilancia

Vigiados por um lado, seguros por outro

Na região metropolitana de Goiânia, câmeras de monitoramento fazem a segurança dos cidadãos

 

Por Tallita Guimarães

As câmeras de monitoramento estão em todos os lugares. Em Goiânia, as câmeras estão distribuídas pelo centro da capital. Atualmente, a Polícia Militar anunciou que instalará em Trindade. Com a Festa do Divino se aproximando, a preocupação com a segurança aumenta. Assim, o chefe do Planejamento Operacional da Polícia Militar (PM), coronel Aparecida Correia de Almeida, afirma que mais de quatro mil policiais vão reforçar segurança dos romeiros que acompanham a festa em Trindade.

O coronel ainda ressaltou que foram implantadas câmeras de monitoramento nos principais pontos do evento. O objetivo é dar mais segurança e proteção aos romeiros que participam da festa. Outra cidade que também está sendo monitorada é Aparecida de Goiânia. Com cinqüenta câmeras de segurança, a cidade é monitorada nos principais pontos, como no centro e em setores movimentados. A prefeitura lançou um balanço que mostra a redução de furtos e tráfico de drogas.

De acordo com o Tenente Coronel Mauro Sales de Araújo, responsável pelo Segundo Comando da Polícia Militar de Aparecida de Goiânia, as câmeras já estão instaladas há um ano e reduziram a criminalidade. “Cerca de 30% nós pudemos acompanhar de redução dos homicídios e roubos. A população está mais segura e confiante de andar nas ruas, porque sabe que a Polícia está de olho.”, afirma.

Em Aparecida de Goiânia, o trabalho de videomonitoramento é um trabalho conjunto com a Polícia Militar, Guarda Municipal, Polícia Civil e, claro, a população. Os cidadãos são os maiores responsáveis pelo bom desempenho desta ação. Pois eles denunciam irregularidades, assim, os profissionais conseguem enxergar a situação pelas câmeras e, em seguida, enviam equipes que já estão nas ruas.

Flagrantes

As câmeras de Aparecida de Goiânia já registraram vários casos de acidentes e roubos. Mas dois em especial chamaram a atenção da população. O primeiro caso é de roubo em uma agência lotérica. Pelas câmeras de segurança, a polícia pôde monitorar um homem sondando o estabelecimento. Minutos depois, o elemento volta com um comparsa em uma moto. Eles descem e dão voz de assalto. O roubo dura dois minutos. Eles saem da lotérica e levam R$10.000. Poucos minutos depois, a polícia consegue detê-los e devolver a quantia à casa.

Outro caso que foi flagrado pelas câmeras de segurança foram alguns menores vendendo e usando drogas. As imagens mostram que eles agem naturalmente. Com o trabalho de monitoramento, a polícia militar que estava em patrulhamento nas ruas foi notificada e em seguida já abordaram os menores que traficavam.

Categorias : Segurança

Listar Todas Voltar