Weby shortcut
4884
noticia1277211468_ORIG.jpg

Aparelhos celulares chegam a quase 265 mi no Brasil

Indíce, de acordo com o censo 2010 do IBGE, é superior ao da população do Brasil

Os celulares são realidade no Brasil desde 1990. Tendo se popularizado vertiginosamente dez anos depois, provocou uma verdadeira revolução no serviço de telecomunicação do país. Atualmente, existem cerca de 264,55 milhões de linhas em funcionamento, de acordo com o relatório divulgado pela Agência Nacional de Telecomunicação (Anatel), em abril. 

A agência reguladora calculou que, até o quarto mês de 2013, cerca de 211,22 milhões (79,84%) de acessos pré-pagos e 53,33 milhões pós-pagos (20,16%) funcionavam no país.

Os estados com maior número de aparelhos habilitados encontram-se na região Sudeste. São Paulo lidera o ranking com quase 64 milhões de usuários, seguido por Minas Gerais e Rio de Janeiro. Ambos tem pouco mais de 25 e 23 milhões, respectivamente, de linhas em funcionamento.

A região menos populosa do país, a Norte, segundo o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é também a que registra o menor número de celulares entre seus habitantes. Os estados de Roraima, Acre e Amapá figuram no final da lista com menos de um milhão de linhas habilitadas.

Tecnologia

O alto consumo de aparelhos celulares reflete nos investimentos das operadoras que operam pela tecnologia GSM- Sistema Global para comunicações Móveis. Com ela, os usuários têm mais flexibilidade na troca de aparelhos e não de operadora.

Segundo a Anatel, o GSM, usado em quase todo os celulares do mundo, é usado por cerca de 186 milhões de brasileiros contra apenas 84 mil de quem ainda permanece com aparelhos de tecnologia CDMA - Acesso Múltiplo por Divisão de Código. Apenas a Vivo, permanece com aparelhos com essa tecnologia em aparelhos fabricados até 2009.

Nos Estados Unidos, país com maior número de celulares no mundo, o CDMA ainda é usado por cinco das sete maiores empresas do segmentos.

Em um futuro próximo, acredita o editor do site TecMundo, Igor Pankiewicz, que por meio do GSM será possível “navegar na internet, editar documentos, realizar vídeo conferências e muito mais já é possível, mas ainda não acessível para a maioria. Em um futuro breve seu celular poderá estar conectado a todos os aparelhos que o rodeiam, sem pagar caro por isso.”

Vivo é a líder entre as demais do segmento

 

Fonte : Facomb

Listar Todas Voltar