Weby shortcut
4884

Quer trabalhar no Google?

Brasileiros mostram que é possível trabalhar em uma das maiores empresas do mundo

Renan Nogueira

Quando o assunto é empresa dos sonhos para trabalhar, as grandes corporações sempre apareciam. O fato de isso acontecer vai além da fama da marca, mas também está relacionado com o grande volume de lucro que essa companhia gera e com o modo de trabalhar nela.

Um levantamento feito em 2012 pela Companhia de Talentos mostrou que jovens da América Latina consideraram a Petrobras como empresa dos sonhos. Em segundo lugar veio o Google, sendo que esta companhia foi citada em todos os países.

Já uma pesquisa feita em 2013 pelo O Globo mostra que o Google é a empresa dos sonhos dos empresários brasileiros. Em seguida vêm as companhias nacionais Natura e Petrobras. Os motivos da escolha foram, principalmente, admiração, equilíbrio entre vida pessoal e profissional e possibilidade de crescimento contínuo.

O Google iniciou suas atividades em 1998 como uma empresa privada, nos Estados Unidos. Hoje, depois de quase 15 anos de atuação, a corporação tem um valor de mercado de por volta de 280 bilhões de dólares, segundo a revista Forbes; e a missão continua a mesma: organizar as informações do mundo a torna-las mundialmente acessíveis e úteis.

Google+ Brasil

Entre os mais de 53 mil empregados, alguns brasileiros tiveram a oportunidade de ingressar no mundo Google, cuja sede fica em Moutain View, no estado da Califórnia, EUA. Um deles é o professor Walfredo Cirne, que é formado e mestre em engenharia da computação pela Universidade Federal da Paraíba; e doutor pela University of California San Diego.

Walfredo deixou um pouco de lado as atividades como professor aqui no Brasil para se dedicar exclusivamente ao trabalho no Google. Atualmente o professor é responsável pela infraestrutura do site, onde sua equipe é encarregada de elaborar uma nova versão do software que gerencia os servidores da empresa, segundo a Revista Info.

Um outro brasileiro que experimentou de perto essa vida no Google foi o Engenheiro Luca Mattos Möller, que estagiou na empresa durante quatro meses, em 2012. Sua atividade era analisar material acadêmico para publicar no site de buscas. Após esse momento ele voltou ao Brasil para terminar sua faculdade de Engenharia da Computação, pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica.

Fonte: Arquivo pessoal

Luca Mattos experimentando o Google Glass, novo produto a ser lançado pela empresa

Algo que o impressionou muito foi a infraestrutura do local, pois é enorme, segundo ele. Outro ponto é que a empresa não faz cobranças pelo trabalho de cada pessoa, isso parte da própria pessoa mesmo. “As pessoas por si só são bastante dedicadas, são pessoas muito bem selecionadas. A cobrança pessoal é muito grande, são pessoas que não querem falhar”, diz Luca.

Ele conseguiu o estágio lá nos Estados Unidos apenas mandando o currículo e participando de entrevistas, não foi nenhum programa especial. “Geralmente você consegue chegar no estágio de seleção das entrevistas. Elas são feitas por telefone e às vezes você não consegue no começo. Treine muitas entrevistas pois você pode melhorar muito”, completou Luca. Atualmente ele mora em Palo Alto, na Califórnia, e a entrevista foi feita por Skype. Junto com um colega do tempo de estágio no Google, Luca desenvolve uma empresa com o objetivo de ter seu próprio negócio.

Fonte : Facomb

Listar Todas Voltar