Weby shortcut
4884
orelhao

Orelhão ganha nova utilidade para não ser esquecido

 

Abandonado pela maioria, telefone público só é lembrado em casos de emergência

 

Giuliane Alves


O telefone público, mais conhecido como orelhão, era uma grande novidade na década de 70 e chamava atenção de qualquer um pelo seu formato oval, porém, hoje em dia passa despercebido pela maioria das pessoas na rua. Isso porque, segundo dados da Agencia Nacional de Telecomunicações, a Anatel, o orelhão vem perdendo espaço cada vez mais para os aparelhos móveis.

Ao questionar as pessoas sobre a frequência do uso do orelhão, grande parte nem se lembra quando foi a última vez que utilizou tal serviço. “Nossa, nunca uso. Nem lembro a última vez que telefonei de um orelhão”, afirma a auxiliar de loja Tais Ajala, de 20 anos. Mas forçando um pouquinho a memória, praticamente todos os entrevistados confessaram que o esquecido orelhão é ainda a saída para casos de emergência.

Foi o que aconteceu com a estudante Daiane Lopes de Oliveira, de 22 anos, que um dia desses precisou recorrer a um dos orelhões instalados no Centro.“Usei devido uma emergência. É raro isso acontecer”, diz. Ela confessa que só lembrou do equipamento como última alternativa, porque seu celular ficou sem bateria e precisava fazer uma ligação.

Devido a essa e outras situações, que apesar do abandono, o aparelho continua nas ruas para atender as necessidades de toda a população, mas a preferência ainda é o celular. “Não pode retirar todos os orelhões da cidade, têm pessoas que ainda não tem telefone fixo e nem móvel, além dos casos de emergência que podem acontecer com qualquer um a qualquer momento”, afirma o empresário Alcides Miranda.

Solução

O esquecimento dos orelhões foi discutido pelo setor regulatório junto a Anatel, e assim, buscou algumas alternativas para melhorar a utilização dos aparelhos. Uma das alternativas seria a possibilidade de ter acesso a internet pelos equipamentos, oferecendo pontos de wi-fi, e concentrar os orelhões apenas em áreas rurais ou mais afastadas.

E assim aos poucos o que parecia sonho está se transformando em realidade, em Florianópolis (SC), já foi instalado o primeiro orelhão com sinal wi-fi do Brasil. O aparelho distribui o sinal de internet de maneira gratuita para quem quiser acessar sites em domínios.

 

Outros sites também podem ser acessados gratuitamente por 15 minutos, depois disso, é necessário pagar pelo serviço. Os consumidores só precisam realizar um pequeno cadastro, que pode ser feito no momento do primeiro acesso. O objetivo dessa adaptação é não deixar um aparelho que já foi muito utilizado, cair no esquecimento.



Fonte : Facomb

Listar Todas Voltar