Weby shortcut
4884

O calor invade o centro-oeste

Depois de um período de muita chuva, o centro-oeste sofre com o calor excessivo

De acordo com o site do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o clima continuará quente para a próxima semana, mesmo com possibilidades de chuva no final da tarde e durante a madrugada. A umidade não tem aliviado a sensação térmica. As temperaturas poderão passar de 37º graus até o final da semana, em Goiânia. Aos poucos, ventiladores e ares condicionado estão sumindo das lojas. 
 
O Clima Tempo também trás previsões nada animadoras como podem ser vistas no quadro abaixo:
clima
 
 
 A professora de Clima­tologia do Instituto de Estudos Socioambientais da UFG, Gislaine Cristina Luiz, em pesquisa sobre a caracterização climática de Goiânia, analisou a variação da temperatura média do ar em Goiânia de 1961 a 2008. Ela diz ter observado que as temperaturas na capital estão em alta, tanto a máxima quanto a mínima, em todas as estações do ano. Nos quase 50 anos avaliados, o aumento médio de temperatura observado foi de 0,8 ºC a 2,2 ºC e, em relação à umidade, foi verificada uma queda de até 7% no período.
 
Médicos também pedem atenção para com o câncer de pele, desidratação e a proliferação do mosquito transmissor da dengue. Com o sol forte, o número de casos de câncer de pele aumentam consideravelmente, assim com a desidratação de crianças e idosos. Mas, com os recordes de caso de dengue em Goiás, a atenção maior deve ser voltada para o combate a dengue.
 
Com a temperatura elevada, o ciclo de reprodução do mosquito transmissor da dengue acelera e, consequentemente, o número de notificações de casos também. Segundo o professor do departamento de Saúde Coletiva da Universidade Federal de Goiás (UFG), João Bosco Siqueira, as fases da reprodução são aceleradas e a larva, que levaria mais de uma semana para se transformar em mosquito, com chuva e calor leva menos de sete dias.

Categorias : Meio ambiente

Listar Todas Voltar