Weby shortcut
4884

Estudantes apostam em concursos públicos

 

Cresce o número de alunos que dispensam o vestibular e partem direto para a carreira profissional

Não tão antigamente assim, o comum era que estudantes recém-formados no Ensino Médio investissem seu tempo de estudo tentando uma vaga em alguma das diversas universidades espalhadas pelo país. Agora, os alunos começam a enxergar possibilidades mais seguras de crescimento tentando vagas de emprego no serviço público, em busca de independência financeira.

 

Esse fato se deve principalmente à grande oferta de vagas ofertadas para cidadãos de nível fundamental e médio. Os candidatos aproveitam o conteúdo fresco que acabaram de receber no ensino médio para dar continuidade aos estudos e assim conseguem boas colocações nos concursos destinados aos profissionais que não possuem ensino superior.

 

Entre os concursos mais visados por esses candidatos estão os da Ancine (Agência Nacional do Cinema), do BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento) e do TRT (Tribunal Regional do Trabalho). As poucas vagas oferecidas são compensadas por salários que chegam a 5 mil reais. Mas a intensa procura exige grande disciplina dos estudantes, assim como num exame de vestibular.

 

Apesar dos salários serem satisfatórios para jovens que estão iniciando a vida profissional, muitos deles pensam em complementar os conhecimentos estudando em faculdades, para que tenham ainda mais chances de crescimento profissional e financeiro. Nataly Miranda, por exemplo, presta concursos para técnica no TRT, mas sonha em um dia se formar em direito e seguir carreira como juíza.

 

A tendência é que exemplos como esse se tornem cada vez mais comuns, principalmente devido à alta concorrência dos vestibulares e à rápida possibilidade de retorno financeiro, oferecida pelos concursos públicos.

 

Por Camilla Rocha

 

Fonte : Facomb

Categorias : Trabalho

Listar Todas Voltar