Weby shortcut
4884
Rogério e Rodrigo Sobreira, Arthur Moraes, Guilherme Toscano e Gabriel Bontempo - colaboradores da 2cool4school

Profissionais Caseiros

O internauta como produtor de conteúdo midiático.

Por Lílian Arruda

A chegada das novas mídias possibilitou não só o acesso e utilização de materiais já criados como também na própria incorporação dessas referências na hora da produção. Foi assim que surgiu a web serie produzida pelos goianos do coletivo cultural 2cool4school.

Nomeada "To Be Continued", a web serie foi produzida pelos amigos como uma forma de diversão, como explica Arthur Morais, estudante de Publicidade e Propaganda da UFG, um dos integrantes do coletivo “Tínhamos em mente a produção de uma série de curtinhas (vídeos de minuto, mesmo) sem início nem final, sem pé nem cabeça, onde o espectador simplesmente é posicionado no meio de um acontecimento, e depois fosse removido justamente no momento de clímax. A gente queria instigar a pessoa com bom humor, causar aquela sensação mista, aquele riso bobo de quem não sabe se percebeu a piada ou se foi enganado”.

A preocupação em torno da produção e a resposta imediata propiciada pela internet são estímulos na busca pela melhor produção de conteúdos. O universo Youtube, Vimeo e demais plataformas se revela um grande termômetro de tendências, e, principalmente, de potencial criativo.

Para Arthur, a internet foi a ferramenta que possibilitou a colocação do internauta como produtor de conteúdo, “o que é bom, pois vão se tornando melhores críticos e consumidores, também. Você vai pesquisar e vê que o Spielberg começou a fazer os primeiros filmes dele, coisa de moleque filmada em Hi-8, lá na década de 50 e que hoje qualquer um é capaz de fazer melhor”.

Fonte: FACOMB

Categorias: Tecnologia Mídia