Weby shortcut
4884

Pré-candidatos explicam rejeição na primeira pesquisa eleitoral

 

Pesquisa publicada pelo Jornal O Popular revela que as denúncias feitas durante a Operação Monte Carlo resultaram na queda da popularidade dos pré-candidatos à prefeitura de Goiânia.

 

Por Isadora Picolo

O Jornal O Popular publicou no dia 07 de maio de 2012, uma pesquisa da Serpes revelando a intenção de voto dos eleitores goianos, com relação aos pré-candidatos à prefeitura de Goiânia. A pesquisa demonstrou que, após a onda de denúncias sobre Carlos Cachoeira e seu envolvimento com políticos, o processo eleitoral teve interferência direta do ocorrido. Carlos Augusto Ramos, conhecido como Carlinhos Cachoeira, foi preso no dia 29 de fevereiro, pela Operação Monte Carlo da Policia Federal, por envolvimento com jogos de azar. Porém, por meio do relatório da Policia, que foi disponibilizado no site jornalistico Brasil 247 e por divulgação da imprensa, outros políticos também tiveram influencia do contraventor. Por causa dessa denúncia, o efeito cachoeira atingiu em cheio o Estado e a decisão do eleitor.

De acordo com os dados da pesquisa, 12,6% dos eleitores entrevistados afirmaram que não estavam acompanhando as noticias relacionadas à operação da Polícia Federal. Já 63,5% admitiram que repensaram sobre a escolha do nome para a Prefeitura de Goiânia. Com relações ao quantitativo de intenções de voto, a pesquisa revela que mais de 25% dos eleitores ouvidos afirmam que votariam nulo ou não votariam e outros 22% se mostraram indecisos. O prefeito de Goiânia Paulo Garcia, um dos pré-candidatos à reeleição, lidera com 23,5% das intenções de voto. O prefeito deixou claro que está tranquilo e nem se atenta a processos eleitorais no momento, já que, está focado na administração de Goiânia. Já a deputada estadual Isaura Lemos, do PC do B, que aparece em segundo lugar com 8,1%, se demonstra com alegria, porém com serenidade. A deputada ressalta que apesar da sua candidatura não estar na mídia, já possui uma parte do eleitorado. E explica que vai trabalhar para dar visibilidade à candidatura.

Quem aparece em terceiro lugar é o deputado federal Sandes Júnior, do PP. Ele explica que os indecisos ainda são maioria, e por isso, os percentuais não contribuem para nenhum dos pré-candidatos. Ele obteve 6,5% das intenções de voto, por causa do seu nome envolvido na Operação Monte Carlo. No dia 18 de abril, o deputado apresentou à Corregedoria da Câmara, a sua defesa prévia com relação à representação do PSOL contra ele por suposto envolvimento com o contraventor Carlinhos Cachoeira. O parlamentar afirmou que está confiante e será inocentado. A expectativa é que na próxima pesquisa a rejeição tende a cair.

Quarto colocado na pesquisa, com 4,5% das intenções, é o vereador Elias Vaz, do PSOL. Segundo o vereador, as denuncias contra ele e o envolvimento com o contraventor, são falsas, e que, interferiram na decisão do eleitor. Porém, é apenas um reflexo do momento. Para o deputado Elias Vaz, à medida que os fatos forem esclarecidos, a preferência do eleitor vai mudar. Seguido dele, aparece o deputado estadual Leonardo Vilela, do PSDB, que tem 4% das intenções de voto. Ele também foi citado na operação Monte Carlo. O deputado acredita que os eleitores estão envoltos em um sentimento de desilusão politica e com as instituições. Ele espera que, quando começar os debates políticos, as campanhas, as pessoas irão saber em quem votar para ser o futuro prefeito de Goiânia.

E o deputado estadual Francisco Júnior, que é um dos pré-candidatos do PSD, aparece com 2%. Apesar das poucas intenções de voto, o deputado avalia o levantamento com satisfação, já que não trabalhou para divulgar sua pré-candidatura. E acredita em um alavancamento da candidatura no futuro, já que o atual momento politico está conturbado. Ele afirma que, como ele não está envolvido na Operação e nem sendo investigado, sua candidatura poderá realmente crescer. Na pesquisa, ainda foram citados o deputado federal Jovair Arantes, do PTB, com 3,3% das intenções e Armando Vergílio, também do PSD, que teve 0,7%.

 

A pesquisa Serpes pode ser acessada na integra pelo site Diário de Goiás.

Fonte : Facomb

Listar Todas Voltar